Você conhece o Espírito Santo?

1- O Espírito Santo é a 3ª Pessoa do Mistério da Santíssima Trindade, compreendida pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo. Todas as Pessoas deste Mistério são deuses, mas só há um Deus. O Pai é Deus, o Filho é Deus e o Espírito Santo é Deus. As Pessoas deste Mistério atuam juntas em harmonia, mas são de ações distintas. O Espírito Santo é caminho para Deus Filho, que é caminho para Deus Pai.

2- O Espírito Santo atua desde a origem da Criação, de uma forma “escondida” na vida do mundo e do Povo de Israel. Ele é a energia (força) sobrenatural que move e harmoniza todo o Universo, dando vida e movimento à toda Criação de Deus.

3-O Espírito Santo, como Força do Alto e alma vivificante, é concedido aos cristãos no seio da Igreja através dos Sacramentos do Batismo e do Crisma (Confirmação),os quais, possibilitam a participação na herança do Reino de Deus e fortalecem para testemunhar Jesus Cristo no mundo.

4- O Espírito Santo só foi plenamente revelado por Jesus Cristo, quando Dele falou aos discípulos, e após Sua Morte e Ressurreição O enviou aos Apóstolos no dia de Pentecostes, no Cenáculo de Jerusalém, estando presente também Maria, a Mãe de Jesus, manifestando-se com”vento”, “ruídos”, “estrondos” e “chamas de fogo”. Após a manifestação do fogo abrasador do Espírito Santo sobre os Apóstolos, eles se tornaram corajosas testemunhas da Fé, anunciando Jesus Cristo a todas às Nações e Povos na “linguagem própria”do Espírito Santo. “Ouvimo-los publicar em nossas línguas as maravilhas de Deus!” (Atos 2, 11).

5-O Espírito Santo é a “alma da Igreja” de Jesus Cristo e dos cristãos que a ela pertencem, ou seja, é a vida espiritual, pois sem o Seu auxílio e a Sua ação (força) não podem subsistir nem crescerem espiritualmente, elevando-se em santidade para Deus, ou produzir os FRUTOS do Espírito.

6- O Espírito Santo é quem suscita em cada cristão a plena disposição para recordar,compreender e viver a doutrina de Jesus Cristo testemunhando e anunciando Sua VIDA, Seu NOME, Sua PESSOA e Seus ENSINAMENTOS no mundo e na vida cotidiana. “O Espírito da Verdade,ensinar-vos-á toda a verdade” (Jo 16, 13).

7- O Espírito Santo age em nós e por nós cristãos, para que sejamos dóceis às Suas inspirações e impulsos, a fim de que os “Frutos do Espírito” sejam manifestados pela Caridade, Castidade, Continência,Bondade, Benignidade, Longanimidade, Modéstia, Mansidão,Alegria, Paz, Paciência e Fidelidade. Os que vivem segundo o Espírito produzem os Frutos do Espírito, o que faz com que se torne uma “nova criatura”.

8- É próprio do Espírito Santo agir de forma diversificada no coração das pessoas, na vida da Igreja e do mundo, sem contudo, prender-se ou limitar-se a pessoas”privilegiadas”, pastoral, movimento, grupos ou organização religiosa. O Espírito Santo age onde,quando e como quer agir

9-O Espírito Santo suscita Dons, Carismas e Frutos no coração das pessoas; na Igreja, Ele age pela Autoridade e pelo Serviço dentro da Hierarquia Eclesiástica; e no mundo Ele espalha os “méritos” da salvação adquirida por Jesus para toda a humanidade construindo o Reino de Deus.

10-Os Dons do Espírito Santo regula a “vida moral” das pessoas (cristãos), que são sete (7): Sabedoria, Entendimento(Inteligência), Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor de Deus, os quais, são recebidos pelo Sacramento da Confirmação(Crisma), levando os cristãos a optarem e praticarem “atos bons” e a evitarem os “atos maus”. <> (Salmo 110, 10).

11-Pela misericórdia de Jesus, o Espírito Santo concede “Graças Especiais” e temporárias chamadas de“ CARISMAS”, que serve para a edificação da Igreja, para o bem das almas e para a salvação do mundo, devendo ser reconhecidos por todos e aceitos pela Comunidade.

12- Os Carismas, como são graças temporárias, o Espírito Santo concede às pessoas pelo tempo que quiser e a quem quiser, ou seja, quem os recebe, não recebe por méritos próprios, mas pela misericórdia de Jesus. Os Carismas mais comuns são: libertação,cura,fé, línguas,profecia, interpretação e discernimento,os quais, devem ser exercidos segundo a caridade e a humildade.

13- Em contraposição à ação do Espírito sobressai os frutos da natureza corrupta (frutos da carne), que há em cada criatura, em consequência da herança do pecado original cometido pelos primeiros pais (Adão e Eva) na origem da Criação de Deus. Os que vivem segundo os impulsos da carne produzem os “frutos da carne”, que são: impurezas,libertinagens, fornicação, maledicências, imoralidades,bebedeiras, embriaguez, orgias, invejas, ciúmes, falsidades,falatórios, chocarrices, brigas, divisões, partidos, rixas,intrigas, inimizades, idolatrias, glutonarias, feitiçarias,bruxarias… e coisas semelhantes a estas. <<“Se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”>> (Rom8,13). “O Espírito Santo convencerá o mundo a respeito do pecado, da justiça e do juízo”(Jo 16,8).

14-O Espírito Santo educador das almas fugirá da perfídia, dos pensamentos insensatos e não habitará no corpo sujeito ao pecado, repelindo todo tipo de maldade e iniquidade; mas Ele transforma o corpo mortal pelo pecado em corpo espiritual, reeducando os impulsos e tendências naturais para serem dóceis à ação e inspirações do Espírito que purifica e santifica, pois a criatura humana é corpo e espírito.

15-O Espírito Santo vem em auxílio à nossa fraqueza, O Qual, reza em nós e por nós, orientando e iluminando a nossa forma de dirigirmos a Deus no diálogo da fé para rezarmos bem, pois, não sabemos como rezar, nem o que pedir nas orações, preces e rituais; e assim, fortalecidos pela ação do Espírito Santo, a oração se torna autêntica e verdadeira, o que capacita para sermos bons, puros, generosos, sensíveis às necessidades dos outros, sábios, prudentes e justos.

16- Após esta reflexão sobre a importância e conscientização da Pessoa do Espírito Santo, pode-se concluir que o objetivo de Jesus Cristo em relação à perfeição da criatura humana é fazer com que as tendências más da natureza humana (corpo/carne) sejam anuladas e mortas, dando lugar e espaço para a ação de um novo Espírito vivificante, santo e iluminado. Ele deseja uma criatura nova, uma Igreja nova e um mundo novo.

“Tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, tudo que é virtuoso e louvável, eis o que deve ocupar vossos pensamentos” (Fil 4, 8).

Veja Também:

  • Catequese sobre o Batismo: “Ninguém se salva sozinho!” Cidade do Vaticano (RV) – Nesta quarta-feira, 15, o Papa recebeu os fiéis na Praça São Pedro para a audiência geral. Francisco prosseguiu o ciclo de reflexões iniciado na última semana […]
  • O Fim dos Tempos O que é: O fim dos tempos nada mais é do que a renovação do mundo, os "Céus novos e terra nova" aos quais se referem as Escrituras, a volta gloriosa de Jesus, como Rei do universo.Quando […]
  • O Fim dos Tempos Jales - (RV) - O assunto pode parecer sem sentido. Ou inadequado. Ou ao menos inoportuno. Mas não faz mal colocar algumas ponderações, que encontram fácil justificativa no contexto de […]
  • De volta ao Vaticano: Papa conclui Exercícios Espirituais Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana concluíram nesta sexta-feira os Exercícios Espirituais, que estão sendo realizados na Casa Divino Mestre, […]

Deixe seu comentário