Vocação para o Sacerdócio por Pe Roberto

Prev1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse

vocacao-para-o-sacerdocio-por-pe-roberto

Sou um sacerdote romano, nascido em 1922 e, 53 anos atrás, terminados os estudos e a formação no Seminário Romano Maior,ordenado sacerdote nesta Basílica (de São João do Latrão), no longínquo 15 de junho de 1946, pelo então Vice-gerente de Roma Mons. Luigi Traglia.

Estando sempre “na trincheira” , tive a possibilidade de entrar em contato com um série infinita de experiências variadíssimas: das mais exaltantes e comoventes, às mais dramáticas e dilacerantes. Aproximei-me , conheci e condivididi os sentimentos de milhares e milhares de irmãos e irmãs de todas as idades, condições sociais e culturais.

Veja também

Portanto posso afirmar que, mesmo do ponto de vista humano, a vida do sacerdote (especialmente do sacerdote pároco) é de uma tal riqueza que permite a realização plena da personalidade de um homem que viva com paixão a sua missão e é capaz de torná-lo verdadeiramente ( como afirma Paulo VI) um “especialista em humanidade”.

O padre não é um homem negado, um “homem de menos” , mas um “homem de mais” : mais em amor, mais em doação, mais em condivisão com todos os seus irmãos.

Porém, caros amigos, este não é o aspecto mais importante da minha vida de sacerdote. A realidade fundamental, que sustentou e sustenta todo o meu variado apostolado , é que a minha vida foi invadida por Jesus Cristo, Filho de Deus,com a graça do seu amor envolvente e totalizante. Ele me cativou e me seduziu a ponto de fazer com que eu compartilhasse não só da sua vida, mas também da Paixão pelo Reino de Deus : anunciar e doar, “in Persona Christi”, o Amor infinito e comovente do Pai para a salvação eterna dos meus irmãos.

Prev1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse

Deixe uma resposta