Quer saber o que é um traidor da Igreja de Cristo? Pergunte ao Pároco John Unni de Boston

quer-saber-o-que-e-um-traidor-da-igreja-de-cristo-pergunte-ao-paroco-john-unni-de-boston

Olá caro Leitor. Que a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo e o amor da Sempre Virgem e Venerável Maria estejam com todos vocês.

Uma vez um amigo me perguntou por quê eu achava que existiam traidores na Igreja e me pediu pra citar um exemplo. Bem, segue abaixo a tradução de uma reportagem que saiu no site catholicculture.org. A reportagem Original pode ser vista clicando neste link.

Boston: aprovação-arquidiocesana para gays e lésbicas participarem da Missa.

11 de Julho de 2011

Com a aprovação da Arquidiocese de Boston, A paróquia da Santa Cecilia dedicou a Missa de 09 de Julho para reafirmar que a paróquia é “um lugar onde todos são bem vindos, incluindo a comunidade LGBT”.

“Não se trata de tomar posição; é sobre permanecer no lugar correto”, falou o Pe. John Unni em seu sermão como descrito pelo Boston Globe descreveu como “uma anti-sala para a multidão, maior que a Páscoa dominical”

“Estar com os excluídos”, acrescenta Padre Unni. “Estar com estes marginalizados”. O pastor disse em sua homilia que desencorajar alguém a não receber a Eucaristia não está pregando a fé católica.

A Missa, originalmente agendada durante o mês do orgulho gay, foi cancelada a pedido da arquidiocese, mas depois reagendada com aprovação arquidiocesana, de acordo com o Globe.

Veja também

“Nossa Igreja fala sobre voltar para casa,” disse o Prefeito Thomas Menino, que participou da Missa. “Eu quero ter certeza que nós recebemos bem a qualquer um”.

Façamos uma breve análise sobre esta aberração.

“um lugar onde todos são bem vindos, incluindo a comunidade LGBT”. É evidente que todos os que forem a casa de Deus são bem vindos e serão sempre bem recebidos. Entretanto vale ressaltar que a Casa de Deus é um local santo, de respeito total e onde não se pode admitir pouca vergonha e atos imorais. Ora, a identificação e a afirmação da identidade erótica homossexual não pode ser manifesta de outra forma a não ser a erótica. Não existe um sexo alternativo além do masculino e do feminino. Uma pessoa abertamente homossexual irá adentrar a casa de Deus travestido do seu sexo oposto ou com trejeitos desrespeitosos e completamente contra a moral e a doutrina católica, sem contar o fato da manifestação de afeto exageradas, usada para expressar sua identidade erótica.

Será que dois homens barbudos de mãos dadas e se afagando durante a celebração eucarística não denota em perversão moral e escândalo para os demais fieis? Ou ainda um homem travestido de mulher, com roupas provocantes e indecentes não atrairia atenção daqueles que estão ali para outro fim? Fica ai a sugestão para reflexão de todos.

A Igreja sempre acolheu os excluídos. Não há instituição no mundo que mais fez pelos pobres, doentes, viciados e marginalizados que a Igreja Católica. Porem, abdicar do direito de culto por pressão politica em nada tem haver com acolher o que sofre. Isto tem outro nome e é Traição ao Cristo. Traição a Sã Doutrina em detrimento a pressões do poder temporal humano. Cristo disse muito bem o que irá acontecer com aqueles que o rejeitam em função de sua reputação na Terra ou para não desagradar politico A ou B.(Lc 10,13-16).

O mais interessante desta matéria é exatamente este trecho: O pastor disse em sua homilia que desencorajar alguém a não receber a Eucaristia não está pregando a fé católica.

Bem, muito provavelmente o tal padre que permite e encoraja gays e lésbicas não convertidos e firmes em seu pecado a se aproximarem da Sagrada Comunhão está no centro da vontade de Deus(sic), ao passo que São Paulo deve estar neste momento “queimando no mais profundo do inferno” por ter dito que todo aquele que come ou bebe indignamente do Corpo e do Sangue de Cristo é culpável pela sua morte, comendo e bebendo para sua própria condenação (I Cor 11,27;29). (perdoe-me Senhor pelo eufemismo blasfemo.)

Ó Deus, será que alguém algum dia explicou a esse padre o que é uma heresia ou uma blasfêmia?! Quando você ensina algo, em nome da Igreja, que não corresponde aos seus ensinamentos, você está cometendo uma da heresia. Por tanto, podemos chamar este padre de herege e consequentemente um desgraçado e excomungado.

Convido a todos a rezarem pela conversão do padre John Unni e que Deus não permita sua morte no estado em que se encontra, pois de fato o pecado contra o Espírito Santo (Sendo a apostasia um deles) é o único a não ser perdoado por Deus nesta vida ou na próxima. Rezemos também pela conversão dessas pessoas que sofrem o flagelo do homossexualismo, para que pelas Santas Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo possam encontrar a verdadeira razão de suas vidas e assim conseguirem se livrar deste mal devastador.

Um forte abraço a Todos e que Deus os Abençoe!

Mais para você:

Deixe seu comentário