Respota (e protesto) a um equivocado e-mail enviado por Rafael de Angeli

respota-e-protesto-a-um-equivocado-e-mail-enviado-por-rafael-de-angeli

Prezado Rafael de Angeli,
Passadas as festividades de Natal venho respondê-lo.
Infelizmente não tenho a facilidade e nem a cultura de escrever como Padre Wagner, mas como leigo e admirador da música Católica darei minha opinião.
Sou músico católico desde os 13 anos de idade. Já participei de grupos jovens, festivais de música, shows e etc. Conheço dezenas de músicos católicos pessoalmente e inclusive já trabalhei com alguns, participei de grupos jovens com outros e ainda os que acompanho desde o início de sua formação. Admiro o trabalho de todos e tento divulgar os seus trabalhos.
Há muito tempo venho colecionando diversos CD’s: originais, ripados de amigos e também baixados da Internet, mas infelizmente perdi meu HD com todo meu acervo. CD’s com músicas que usava para evangelizar minha família, minha vida e fiéis da Paróquia que frequentava. Frequentava, pois tenho freqüentado cada vez menos por estar desacreditado com a religião.
Sempre senti falta do espaço da música católica na Internet (vejo como algo muito elitizado e não do povo).
Com isso pensei em criar o maior acervo católico da Internet em forma de rádio, aonde as pessoas poderiam conhecer e aproveitar um pouco mais a música católica, ser apresentadas a artistas novos e outras relíquias. O projeto ainda está de pé e seguirei firme, pois não considero errado, visto que temos os siteswww.radiouol.com.br e www.sonora.com.br que fazem a mesma coisa. A diferença é que focarei somente na música católica, desde o primeiro LP até os CD’s atuais. Para não ter problemas diminuirei a qualidade dos arquivos e impedirei o download.
Em vista desse projeto corri atrás de conteúdo, pois como disse acima perdi meu HD com meu acervo. E foi assim que encontrei um dos pouco sites sobreviventes sobre música católica; CLAVEDOCEU. Comecei a baixar os CD’s para meu acervo, mas meu foco eram CD’s antigos, não os novos. E numa dessas conversas a procura de músicas antigas conheci o administrador do blog CLAVEDOCEU, que posteriormente identifiquei como PADRE EDUARDO. Fiquei admirado por se tratar de Padre, mas entendi suas razões e também acredito em tudo o que ele acredita. Faz menos de 1 mês que admiro o trabalho desse Padre e passei a ajudar a upar os CD’s, pois minha Internet era mais rápida. Deixando bem claro que nunca postei um CD sequer no BLOG CLAVEDOCEU, pois não tenho acesso ao mesmo. Sou apenas um leigo que está ajudando o que acredita ser o certo e que Deus também acredita. Aprendi a muito tempo com o músico Dunga numa de suas palestras que eu tinhaem fita K7, que quando fazemos uma música para Deus, ELA NÃO TE PERTENCE MAIS e só quem pode cobrar o retorno é o próprio Deus, através da doação e da evangelização. Em breve estarei gravando meu CD e uma das coisas que farei é divulga-lo na Internet, pois sei que aumentarei a quantidade de seguidores e não deixarei de ter minha vendas, pois vendas são necessárias já que, como você mesmo disse, hoje em dia se gasta uns 20 mil para gravar um CD. Sabemos também que a falta de humildade na música católica é tanta que muitos cobram preços altíssimos para realizar um show para uma comunidade ou outros lugares, se comportando como músicos seculares que vivem do dinheiro da música. Sabemos que, muitas vezes, em apenas um show o músico já consegue o retorno do gasto que teve com a gravação do CD. O músico católico não pode nunca se comparar ao músico secular, apesar de ser um profissional. Os músicos católicos que querem viver da música, normalmente dão aulas particulares entre outras coisas. Como disse desde os 13 anos toquei em missas e nunca cobrei nada para exercer essa função, mas conheço pessoas que já cobraram e ainda cobram. Isso pra mim não é de Deus. Aonde ficou o IDE E EVANGELIZAI, DEIXE TUDO E SEGUE-ME?
Quanto à pirataria que vocês dizem existir sabemos que não existe ainda Lei para a Internet, mas se pensarmos um pouco a “pirataria” sempre existiu. Quem nunca copiou uma fita K7 para outra, nunca gravou uma música da rádio, nunca trocou CD’s com o amigo e copiou, nunca ripou CD’s em mp3 de outros, nunca baixou um CD completo. A Internet só fez acelerar esse processo. Infelizmente a situação financeira do brasileiro não é favorável a ter tudo original e isso não é culpa de vocês. Tenho muitos CD’s originais e gostaria de possuir mais até porque, a qualidade da música é bem melhor e ainda possui o encarte. Não vejo a hora de sair o DVD da Banda DOM, na qual acompanhei o início e terei o prazer de comprar. Acredito que todas as pessoas que possuem melhor situação financeira irão comprar os CD’s originais, mas infelizmente o percentual é muito pouco. O que acontece é que a música católica vai ficando escassa e escondida e só favorece aos mais famosos que possuem dinheiro para fazer uma propaganda maior de seu trabalho, enquanto muita gente boa fica desaparecida.
Como católico (ainda) o que me entristece é essa perseguição de poucos a essa nova modalidade de troca. Enquanto os evangélicos possuem vários blogs por aí, divulgando sua música (pesquisados por mim) nós continuamos oprimindo a nossa música e cada vez mais perdendo terreno para eles. Até a Rede Globo já viu a força que a música evangélica possui com esse Festival Promessas. Muitos profissionais do meio secular já estão usando a Internet e tirando proveito dela ao deixar seus fãs baixarem suas músicas e desse modo divulgando cada vez mais e conseguindo novos fãs. Gostaria de lembrar que a pirataria no meio secular EXISTE e está nas ruas como venda de CD’s e mesmo assim os músicos ganham disco de ouro por vendas. A pirataria veio apenas favorecer os menos favorecidos, pois quem é fã nunca compra CD pirata. Por que não tentamos fazer o mesmo com a música católica? Divulgamos mais e mais a música católica para o mundo atraindo mais fiéis para Cristo. O retorno virá automaticamente, pois Deus sabe recompensar quem DOA a sua vida por Ele.
Pra finalizar, esta batalha não é contra Padre Wagner, mas para com o Povo de Deus que já está cansado desse capitalismo. Muitas pessoas estão sendo mobilizadas entre elas fiéis, músicos, Padres e etc então, se quiser levar isso tudo a frente fique certo de que quem perderá com isso serão os músicos católicos.
Percebi também que é difícil para o senhor aceitar esse novo método de evangelização, já que é o criador do site www.portaldamusicacatolica.com.br o qual está vinculado ao site www.cdcristao.com.br (criado por Rafael de Angeli) que vende os CD’s que o Blog Clavedoceu disponibiliza. Entendo que seria controverso se o senhor fosse a favor.
Paz e Bem a todos.
Viva a música Católica!
Luiz Cláudio Fonseca Azevedo

Deixe uma resposta