O DESÍGNIO DE DEUS É IMUTÁVEL

o-designio-de-deus-e-imutavel
o-designio-de-deus-e-imutavelO DESÍGNIO DE DEUS É IMUTÁVEL!

“Há um só senhor, uma só fé, um só batismo.”(Ef 4,5)

…Apesar dos homens (leigos e eclesiásticos) secularistas que sempre existiram em todas as gerações; principalmente nesta última. Mas todos foram, em qualquer época, muito bem avisados por seu Pai amoroso, misericordioso e justo que habita nos Céus, o DEUS Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo.

Vejamos, pois, o que disse o Pai Criador ao profeta Isaías, 730 anos antes da encarnação do VERBO, a vinda do tão esperado MESSIAS:

“Faço repousar sobre Ele Meu Espírito, para que leve as nações a verdadeira religião… Anunciará com toda a franqueza a verdadeira religião… Não desanimará, nem desfalecerá até que tenha estabelecido a verdadeira religião sobre a terra…” (Is, 42,1-3-4)

O Pai misericordioso antecipava ao profeta que N. Senhor JESUS CRISTO, o caminho, a verdade e a vida, viria até nós e nos mostraria a verdadeira religião. Ele veio, e cumprindo-se a profecia de Isaías deixou-nos muito claro no Evangelho:

“E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (Mt, 16,18)

Constatamos então que mais nítido é impossível, pelo menos para quem não busca subterfúgios hipócritas para confundir a límpida palavra de DEUS, na velada intenção de defender seus próprios interesses; sejam eles de falsos teólogos, falsos pastores, falsos profetas, falsas igrejas e ate de falsas organizações dominantes…

“Respondeu-lhes JESUS: Cuidai que ninguém vos seduza. Muitos virão em Meu Nome dizendo: sou eu o CRISTO. E seduzirão a muitos.” (Mt.24,11)

“Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o CRISTO! Ou ei-lo acolá! Não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos.” (Mt. 24,23-25)

“Por isso, não desanimamos deste ministério que nos foi conferido por misericórdia. Afastamos de nós todo procedimento fingido e vergonhoso. Não andamos com astúcia, nem falsificamos a palavra de DEUS. Pela manifestação da verdade nós nos recomendamos à consciência de todos os homens, diante de DEUS. Se o nosso Evangelho ainda estiver encoberto, está encoberto para aqueles que se perdem, para os incrédulos, cujas inteligências o deus deste mundo obcecou a tal ponto que não percebem a luz do Evangelho, onde resplandece a glória de CRISTO, que é a Imagem de DEUS (2 Cor.4,1-4)

Reflitamos ainda sobre o que escreveu o Padre Júlio Maria em 1939, no seu livro sobre profecias:

“ – Esses anticristos, falsos profetas e falsos pastores, como indica São João (1 Jo.4,3), são os apóstatas, os renegados de todos os tempos.

Nascidos na religião católica, rejeitaram-na por vício, interesse e orgulho, fundando as numerosas seitas que hoje constituem o exército de satanás, pelo ódio, perseguição, calúnias e heresias que vão espalhado.

Veja também

Os falsos profetas e falsos pastores, ou anticristos, são a continuação da raça de Judas, vendendo o CRISTO aos Judeus, as suas paixões, pelos 30 dinheiros que o demônio lhes apresenta sorrindo.

O beijo traidor começou no Getsêmani, prolongou-se através dos primeiros séculos, pela boca dos maniqueus, montanistas, novacianos, arianos, julianos, pelagianos, nestorianos, eutiquianos, focianos, e vem terminar triste e vergonhosamente no esgoto, que é a “reforma” protestante, por Lutero, Calvino, Henrique VIII, Zwinglio, Knox, João Leyde, Allan Kardec e etc… É o beijo deicida, é a apostasia desses católicos, entre os quais diversos sacerdotes indignos, que continua a linha, nunca interrompida dos anticristos, através dos séculos. (imaginem se o Pe. Júlio Maria soubesse que ainda viria o pior de todos… a falsidade do ecumenismo maçônico?)

“Eles saíram dentre nós, diz São João, mas não eram dos nossos!”

Os primeiros fundadores das seitas saíram todos dentre nós, e depois de terem formado o núcleo da revolta contra Roma, esse mesmo núcleo obedecendo ao mesmo princípio de livre interpretação da Bíblia, de que eles se serviram para revoltar-se contra a Igreja Católica, revoltou-se contra os seus próprios irmãos, fundando novos núcleos, novas seitas…

Todas essas seitas têm apenas um único laço que as une: o ódio á Igreja de CRISTO; afora esse laço, elas se odeiam, se combatem, se refutam, pretendendo cada qual possuir a verdade inteira contra todos os outros. (esse ódio de que fala o Pe. Júlio Maria não seria o mesmo que norteia a maçonaria eclesiástica, que atenta contra a Igreja de CRISTO aproveitando-se covardemente de suas privilegiadas posições hierárquicas, visando seus escusos interesses pessoais?)

É a raça dos apóstatas, dos renegados, dos falsos profetas, dos falsos pastores, dos anticristos, preditos por nosso Salvador.

Seduzidos pelo seu orgulho ou arrastados pelas paixões falsificaram a sua própria consciência, para poderem falsificar a doutrina, e depois a pessoa de JESUS CRISTO e sua Igreja; e esses pobres infelizes julgaram ou fingiram julgar-se capazes de enfrentar o CRISTO Salvador.

Tiveram a sua hora de triunfo… hora curta e cheia de amarguras… e após uma vida de desonra, não lhes fica mais senão um nome desonrado e uma sepultura amaldiçoada.

Os Luteros, os Calvinos, os Knoxs, os Leydes passaram… como hoje (1939) estão passando os Calles, os Trotzkys, os Lenines, os Hittlers, os Stalins, e outros perseguidores da religião. E sobre o túmulo deles a Igreja de JESUS CRISTO continua, triste, sem dúvida, pela perda de seus filhos, mas triunfante e gloriosa, como tudo o que se apoio sobre DEUS, e é sustentado por DEUS.”

Esta introdução foi feita para alertar (mais uma vez…) sobre esse câncer (dos mais perigosos) chamado ecumenismo que continua silenciosa e disfarçadamente a alastrar-se e enraizar-se em todo o corpo da nossa Igreja, preparando o sepultamento definitivo do que ainda resta (e já é muito pouco…) da autêntica fé católica; esse trágico desfecho dar-se-á após a saída do Papa João Paulo II do trono de São Pedro, pois tudo já está sendo preparado nos gabinetes e principalmente nos corações, para avançar nesse sentido. Inclusive já existem, há bastante tempo, muitas dioceses e paróquias tão contaminadas por essa falsa e distorcida pregação que não pode-se mais dizer que estão professando a verdadeira fé católica.

Portanto temos o dever de ficarmos sempre alertas para essa apóstata e herética filosofia mundana, falsamente chamada de ação religiosa, pois no fundo, no subterrâneo das consciências de seus mentores, o verdadeiro objetivo é descaracterizar, enfraquecer e sepultar a Igreja Católica Apostólica Romana, tornando-a apenas mais uma, num universo de falsas crenças. O que precisamos mais buscar para vivermos em paz e salvarmos nossas almas, se estamos professando nossa fé na Igreja que o próprio DEUS anunciou e instituiu?

Contudo, como exorta a profecia para estes tempos, mesmo que o Vaticano e a maior parte da hierarquia da nossa Igreja Católica sucumba, num primeiro momento, ao dragão travestido de sereia, e encante-se com o espírito do mundo, espírito de satanás, dobrando-se ao respeito humano e a sua auto-estima, ainda assim nós que recebemos a graça de DEUS de ver e entender a diferença entre a verdade (vontade de DEUS) e a farsa não poderemos jamais nos afastarmos de professar e defender a única fé católica que sempre existiu, e que herdamos dos Apóstolos, dos santos doutores, santos papas e de nossos avós e pais.

Também é muito importante que tenhamos plena consciência de que nos primeiros momentos em que os fatos se desdobrarem, o nosso testemunho incomodará e irritará muita gente, pois seremos perseguidos, injuriados, caluniados e difamados por aqueles que se acovardaram perante satanás, a mídia e o mundo apóstata e pagão.

Esse então será o momento, profeticamente anunciado, em que a nova ordem mundial, o novo governo do mundo globalizado, colocará o falso profeta na Cátedra de S. Pedro (Ap.13,11), e instituirá para o mundo uma nova e única religião, ou seja, o falso ecumenismo dará lugar a uma única e falsa crença; dirão: “Todas as religiões são boas… são iguais… tudo leva a DEUS… portanto, teremos oficialmente, a partir de agora, uma só…” Quem viver, e não precisará ser muito, verá!

A seguir, transcrevemos o sermão do Cardeal Pio, proferido em 1841, na Catedral de Chartres; uma grande catequese para refletirmos e adotarmos como testemunho:

Página 1

Deixe uma resposta