Livro: O Inferno – Monsenhor de Ségur (PDF)

Prev1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse

livro-o-inferno-monsenhor-de-segur-pdf

Neste vídeo logo abaixo o Padre Paulo Ricardo recomenda a compra do livro “O Inferno”. Assista:

 Autor: Monsenhor de Ségur

Veja também

Descrição: “Deus quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento pleno da verdade.” (1 TM 2,3)

Louis Gaston de Ségur nasceu em Paris a 15 de abril de 1820. Descendente de uma família nobre, era filho do marquês Eugène de Ségur e da célebre condessa de Ségur, conhecida escritora de livros infantis.

Zeloso nos estudos, logo que se formou em Direito foi enviado como adido à Embaixada Francesa em Roma, junto a Santa Sé (1842-1843). Perto dos Apóstolos Pedro e Paulo, sentiu o chamado para o sacerdócio, e, ao retornas a Paris, ingressou no Seminário de Santo Súplico, sendo ordenado sacerdote em dezembro de 1847.

Dedicou-se a evangelização de crianças, pobres e soldados prisioneiros de guerra. Mas devido a um problema na visão que o levaria à cegueira, passou a ditar livros explicando – e defendendo com fervor – a doutrina católica em linguagem popular. Até o momento de sua morte, em 1881, seus livros somavam 700 mil cópias vendidas na França e na Bélgica, sem contar as edições em italiano, espanhol, alemão, inglês e até mesmo na língua hindu. O Inferno foi publicado em 1876, e a idéia inicial, segundo o autor, partiu do que dizia o Papa Pio IX: “nada é mais capaz de fazer os pobres pecadores refletirem e, conseqüentemente, fazê-los retornar a Deus, do que as verdades do inferno”. Para Ségur, “o grande missionário do céu é o inferno”, pois no momento em que alguém se dá conta de que se trata de algo real, não apenas um símbolo, passa a compreender perfeitamente que, como diz o salmista, “a sabedoria começa com o temor a Deus” (Sl 111,10).

Enfim, o inferno realmente existe! Essa é a crença de todos os povos de todos os tempos.

————————————————————————————————–

É preciso, pois, meditar no inferno enquanto é tempo!
 Se Existe
O que é
Como poderemos evitá-lo
Monsenhor de Ségur
Livro de 1905 – 147 págs

 INDÍCE

Prólogo


Se Existe Inferno

Há inferno: tem sido esta a crença de todos os povos em todos os tempos

Há inferno: o inferno não foi nem podia ser inventado 

Há inferno: Deus revelou-nos a existência dele

Se é certo que existe inferno, como é que nunca ninguém voltou de lá

O dr Raymundo Diocres

O religioso de S. Antonino

A meretriz de Nápoles

O amigo do conde Orloff

A senhora do bracelete de ouro

A prostituta de Roma

Porque é que tanta gente se esforça em negar a existência do inferno

Embora os mortos ressuscitassem muitas vezes, o ímpio não acreditaria no inferno

O que é o Inferno

Das ideias falsas e supersticiosas acerca do inferno

O inferno consiste, em segundo lugar, na grande pena de condenação

O inferno consiste em segundo lugar, na pena horrível do fogo

O fogo do inferno é sobrenatural e incompreensível

O P. Bussy e o mancebo libertino

Os três filhos de um velho usurário

Meus filhos, evitai o inferno!

O fogo do inferno é um fogo corporal

O fogo do inferno, ainda que é corporal, atormenta as almas

O capitão ajudante-mór de Saint-Cyr

A mão queimada de Foligno

O fogo do inferno é tenebroso (visão de Santa Tereza)

De outras penas muito grandes, que acompanham o sombrio fogo do inferno

Da Eternidade das Penas do Inferno

A eternidade das penas do inferno é uma verdade de fé revelada

O inferno é necessariamente eterno, atenta a natureza da eternidade

Segunda razão da eternidade das penas: a falta de graça

Terceira razão da eternidade das penas: a perversidade da vontade dos condenados

Se é verdade que Deus é injusto punindo com penas eternas, faltas de um momento

Se sucede o mesmo com os pecados de fragilidade

Quais são os que trilham o caminho do inferno

Se podemos estar certos de que se condenou alguém que vimos morrer mal

Conclusões práticas

Sair imediatamente e a todo o custo, do estado de pecado mortal      

Evitar cuidadosamente as ocasiões perigosas e as ilusões

Assegurar a sua salvação eterna com uma vida seriamente cristã

~ * ~

BREVE
DIRIGIDO POR
Sua Santidade o Papa Pio IX ao Autor
__________
PIO IX, PAPA

Amado Filho, Saúde e Benção Apostólica.

Nós vos felicitamos de todo o coração por não deixardes de seguir fielmente e com tanto proveito a vossa vocação de arauto do Evangelho. As vossas publicações são bem depressa espalhadas entre o povo por meio de milhares de exemplares.

Se os vossos escritos são tão procurados, é porque agradam; e se não tivessem o dom de atrair os espíritos, de penetrar até ao íntimo dos corações e de produzir neles os seus bené­ficos efeitos, não poderiam agradar.

Aproveitai, pois, a graça que Deus vos con­cedeu, continuai a trabalhar com ardor e a cum­prir vosso ministério de evangelização.

Quanto a Nós, vos prometemos fia parte de Deus uma grandiosa proteção para poderdes tra­zer ao caminho da salvação um número de almas cada vez mais considerável, e granjeardes deste modo uma magnífica coroa de glória.

Nesta expectativa, recebei, como penhor da proteção divina e dos outros dons do Senhor, a Benção Apostólica, que vos concedemos, muito amado Filho, com todo o afeto do Nosso cora­ção, para vos testemunhar a Nossa paternal benevolência.

Dado em Roma, junto de S. Pedro, aos 2 de Março de 1876, trigésimo ano do Nosso Ponti­ficado.

Pio IX, Papa

Prev1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse

4 Responses

  1. Anonymous
  2. Anonymous

Deixe uma resposta