Igreja não pode vender salvação, diz papa Francisco

igreja-nao-pode-vender-salvacao-diz-papa-francisco

Cidade do Vaticano – O papa Francisco fez uma homília forte durante a missa de Santa Marta nesta sexta-feira (21) e afirmou que Deus não tem nada a ver com dinheiro e que a Igreja Católica não pode ser “exploradora” ou vender a salvação.

“Há duas coisas que o povo de Deus não pode perdoar: um padre ligado ao dinheiro e um padre que maltrate as pessoas”, ressaltou o pontífice dizendo que “os laicos” devem fazer denúncias “na cara do pároco” sobre o tráfico de dinheiro nas paróquias.

Segundo a Rádio Vaticana, Francisco usou como exemplo a leitura da Bíblia em que Jesus expulsa os mercadores do Templo.

O pontífice ressaltou que, muitas vezes ao entrar em uma Igreja, ainda hoje há a “lista de preços” para o batismo, para uma benção, para as intenções da Missa e “o povo se escandaliza”.

Ele aproveitou para contar um fato que observou enquanto era padre.

“Estava com um grupo de universitários e vários deles queriam se casar. Tinham ido a uma paróquia e queriam fazer o casamento com uma missa. E o secretário paroquial lhes disse: ‘Não, vocês não podem’. ‘Mas porque não podemos casar com a missa, se o Concilio recomenda fazer sempre com a missa?’. ‘Não, não pode porque acrescenta mais de 20 minutos à celebração’. ‘Mas por que?'”.

“‘Porque há outros horários’. ‘Mas, nós queremos com a missa’. ‘Então, me paguem dois horários'”. E, para que eles se casassem, precisaram pagar por dois horários. Isso é um pecado escandaloso!”, contou o papa.

Segundo o líder da Igreja Católica, Jesus destruiu os comércios do Templo porque eles haviam “profanado” o local sagrado.

“As pessoas são boas e elas iam ao Templo para buscar Deus, rezar, mas precisavam trocar moedas para fazer as ofertas”, destacou o pontífice dizendo que “acha um escândalo” que padres façam “comércio e mundanidade”.

Ele também pediu atitude dos fieis católicos para combater esse tipo de corrupção e problemas da entidade, afirmando que “quando aqueles que estão no Templo, sejam sacerdotes, laicos ou secretários, se tornam exploradores” é preciso “ter a coragem de denunciar”.

Jorge Bergoglio ainda explicou o motivo de sua revolta com a questão do dinheiro.

“Mas, o que Jesus tem contra o dinheiro? É que a redenção é gratuita. A gratuidade de Deus é trazida por Ele, a gratuidade total do amor de Deus. E quando a Igreja ou as igrejas se tornam exploradoras, se diz que a salvação não é tão gratuita. Por isso, quando Jesus destrói tudo é um rito de purificação no Templo”.

Download Católico

2 Responses

  1. Anônimo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: