Evangélico é preso em Teresina por quebrar imagem de santo católico

evangelico-e-preso-em-teresina-por-quebrar-imagem-de-santo-catolico
O acusado já foi catequista da igreja e passou a se voltar contra os católicos depois que mudou de religião.

Na terça-feira (13) um homem foi preso em flagrante pela Polícia de Teresina, capital do Piauí, por ter quebrado a imagem de Santa Teresinha que estava dentro de uma Igreja Católica no bairro de São Pedro, zona Sul da cidade.

Identificado apenas como Elias, o acusado entrou na igreja, quebrou a imagem e, diante do barulho que chamou atenção de quem estava rezando na igreja, saiu correndo, mas foi reconhecido e preso.

“Nós estávamos rezando o terço, quando ouvimos um barulho muito grande, pensávamos até que tinha acontecido um acidente de carro. Quando nos viramos, vimos a santa no chão e um homem correndo pra fora da igreja.

Veja também

Na hora conhecemos que era o Elias, pois ele já foi catequista aqui conosco. Entramos em contato com a polícia e ele acabou preso”, explica a bancária Marineide Albuquerque, que estava na igreja na hora da depredação.

A testemunha conta que não é a primeira vez que o evangélico entra na igreja para depreciar os santos católicos o que ela caracteriza como intolerância religiosa, já que esses ataques só começaram a acontecer depois que Elias se converteu.

“Depois que ele se converteu para outra igreja, ele começou a atacar a nossa igreja. Essa já é a terceira vez que ele quebra santos aqui na paróquia. Se o pessoal de outras religiões não acreditam nas imagens, eles tem que respeitar a nossa crença. Isso que aconteceu hoje aqui é intolerância religiosa”, diz.

O evangélico foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes que fica no centro da cidade. Quem prestou queixa contra Elias foi o próprio padre do bairro, padre Valdery Veras, que assinou o Boletim de Ocorrência contra o acusado tendo os membros que estavam presentes como testemunha.

Com informações Portal AZ

Download Católico
—————————————————————————————————-
Conversão? Só se for para cisterna! Tenho até pena desse apóstata… Como pode uma pessoa sair da Igreja de Cristo e ir servir aos demônios? Esse rapais realmente não tinha como continuar na Igreja, pois como pode um catequista (se é que era um!), continuar catequizando se, nem à ele mesmo catequizava? Vou rezar por ele para que o Senhor envie o seu Santo Espírito e ilumine a mente desse anátema. É como já dizia São João: “Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas era preciso que se manifestasse que nem todos eram dos nossos” (IJo 2,19).

A ICAR representa a antiga Arca de Noé, pois os Padres da Igreja viam na figurada da Arca de Noé, a única que salva do dilúvio. Os mesmos Santos Padres afirmavam que ´fora da Igreja não há salvação´ (CIC, 846); e o Catecismo explica o sentido dessas palavras:

Formulada de maneira positiva, ela significa que toda salvação vem de Cristo Cabeça através da
Igreja que é o seu Corpo. Apoiado na Sagrada Escritura e na Tradição, [o Concílio] ensina que esta
Igreja peregrina é necessária para a salvação. O único mediador e caminho da salvação é Cristo, que
se nos torna presente, no seu Corpo, que é a Igreja. Ele, porém, inculcando com palavras expressas a
necessidade da fé e do batismo, ao mesmo tempo confirmou a necessidade da Igreja, na qual os
homens entram pelo batismo, como que por uma porta.

Por isso não podem salvar´se aqueles que, sabendo que a Igreja católica foi fundada por Deus através de Jesus Cristo como instituição necessária, apesar disso não quiseram nela entrar, ou então perseverar´ (CIC, nº 846; cf LG, 14).

Vamos rezar por esse irmão,

FM

One Response

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: