A INVEJA – Curso da Série Os 7 Pecados Capitais

O propósito deste minicurso é apresentar a inveja como vício eminentemente espiritual, ou seja: como hábito degradante da ordem dos que não têm nenhuma comunhão com o corpo – diferentemente da luxúria e da gula, por exemplo.

Definida como “ódio à excelência alheia”, a inveja será apresentada como fator de desequilíbrio psíquico e moral, sendo os seus graus de maldade mensurados pelo tipo de bens contra os quais se dirige.

O método de apresentação será o mais próximo possível do escolástico:
primeiramente, se perguntará se existe a inveja; depois, o que é; e, por fim, quais são os seus efeitos. Saiba mais.

——————————————————————————————————–

Os projetos editoriais e pedagógicos em que estamos envolvidos precisam de apoio, sem o que não teremos o fôlego necessário para prosseguir nesta luta inglória de divulgar Santo Tomás de Aquino e a filosofia medieval num ambiente hostil, mesmo entre a “nova direita” — que, nalguns casos, nada tem de nova nem de direita.

Isto para não mencionarmos os ambientes católicos para os quais a difusão do Aquinate sem adaptações espúrias aos ventos eclesiais contemporâneos é tudo o que não se quer ver.
Em breve, anunciaremos uma coleção de obras da ESCOLA NEOTOMISTA, a ser por mim coordenada, a qual se somará às coleções Medievalia, da É Realizações, e Escolástica, da Concreta, iniciativas estas que têm trazido à luz obras relevantes como, por exemplo, as “Questões Disputadas Sobre a Alma” (Sto. Tomás), o “Tratado do Primeiro Princípio” (Duns Scot), o “Proslógio (Sto. Anselmo), entre outras.

Aguardem as novidades, mas saibam de antemão que o neotomismo é repleto de gênios infelizmente desconhecidos entre nós.

A par disto, PRECISAMOS DE APOIO MAIS EFETIVO para podermos trabalhar sem uma espada sobre a nossa cabeça. Portanto, aos amigos que puderem, peço: divulguem iniciativas como, por exemplo, o minicurso pré-gravado “A Inveja”, cujo valor é mais que acessível.

Antecipadamente, agradeço aos poucos que irão partilhar esta informação, pois, com um saber “só de experiências feito”, como no verso de Camões, aprendi que “likes” e compartilhamentos seletivos são uma modalidade de compadrio neste Facebook.

Fomos porém picados pelo bicho da teimosia, e por ora continuaremos nesta arena.
Até quando? Depende de vocês.

Prof. Sidney Silveira

Deixe seu comentário